Companheiros e seguidores

domingo, 3 de abril de 2011

Presidente Dutra-BA

(imagem copiada do blog http://rodrygogomespedagogo.blogspot.com/)


O mês de abril já chegou
Trazendo-me sofrimento
Aumentando a solidão
Que sempre sinto aqui dentro
Pois vive minha cidade
Um dos seus grandes momentos.

Eu peço aos meus colegas
Que me sejam solidários
Tirando bastantes fotos
Deste grande aniversário
E coloquem em seus “orkuts”
Causando inveja aos otários

Ao sair de P. Dutra
Com a intenção de estudar
Sem querer deixei para trás
A melhor terra que há
Mas penso diariamente
No dia em que vou voltar

É sempre no mês de abril
Que a saudade manifesta
Pois sei que é neste mês
Que ocorre a grande festa
Trazendo grande alegria
Para o povo que alí resta.

Nesta época em P. Dutra
Ocorre processo inverso
Pois o povo que está fora
Pras suas casas regressam
Trazendo com seus estudos
Esperança de progresso

Eu luto com este fim
De um dia poder ajudar
Levando conhecimento
Para o progresso de lá
E saber que a juventude
Não mais terá que migrar

Ao viver na correria
Passamos a dar valor
De como é prazeroso
Viver no interior
Tendo por perto os parentes
Irmão, tios, pais e avô

Eu me lembro da infância
Das coisas que não vem mais
De como todos brincavam
Imitando os nossos pais
Eram todos diretores
E atores principais.

Me lembro que se formava
Na Rua Largo da Paz
Um grupo muito empolgado
Com uns trinta, talvez mais
Pra brincar de cai no poço
Ou pega-pega, tanto faz.

Saudade sinto também
De mais uma diversão
Do tempo em todo mundo
Só queria patinação
E faziam da rua do banco
O point da diversão

A praça vivia lotada
Já era encontro marcado
Todo dia à tardinha
Tinha gente pra todo lado
Eram todos muito jovens
Se divertindo aos bocados

Mas a atração principal
Que tem na cidade minha
São as festas anuais
Chamada Rainha da Pinha
Que traz de volta o seu povo
Enchendo a cidadezinha

É sempre no mês de abril
Que ocorre a micareta
Rapazes beijam a mil
As moças fazem carreta
Dizendo que não gostou
Deixando a coisa bem preta

Foi mesmo no interior
Que fiz grandes amizades
E por isso correm as lágrimas
Ao me lembrar da cidade
Em que se ver nas pessoas
Grandes gestos de bondade.

Assim acabo estes versos
Com grande satisfação
Dizendo ao meus amigos
Para honrarem seu sertão
E faça com que ele cresça
E apareça à Nação.

12 comentários:

  1. Ficou lindo, lindo mesmo.

    Não sei como seria morar fora de Sampa, fui criada aqui... Por isso imagino como deve te dar saudades de P. Dutra

    Parabéns pela poesia

    ResponderExcluir
  2. Eh la mês de abril difícil !
    mas daqui a uns anos vamos está lá de novo no mês de abril, curtir a Micapinha de novo.
    hehe

    ResponderExcluir
  3. Parabéns nego, lendo teus versos nos tele transportamos em tuas lembranças, mas o que mais emociona mesmo é ver o amor que você sente por nossa cidade e a esperança de uma mudança para o nosso povo!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Amei suas poesias!Parabéns, vc é um grande poeta! te desejo todo sucesso do mundo !!!

    ResponderExcluir
  5. É o meu maninhoO!!! Perfect,parabéns!!*

    ResponderExcluir
  6. É com grande emoção que leio estes versos, sentido solidão do meu sertão amado...

    Ô P. Dutra!!!!

    Hérbene Machado

    ResponderExcluir
  7. Poliana Ferreira8 de maio de 2011 00:10

    PARABÉNS!!
    , éh maravilhoso!

    ResponderExcluir
  8. quandos estamos longe de nossa terra pasamos a da valor os minimos detalhes.vc leo relembra das bricadeiras de criança reamente,muito gostozo relembra me lembro quando bricava de esconde esconde teje solto mais os amigos zé galego raimundo de alcides maron de dilson emfim todos amigos da rua do folga

    ResponderExcluir
  9. Ai Léo, ha 50 anos atras, eu morei em Uibaí, e se não me falha a memória, a hoje Presidente Dutra, é a Lagoa de cana-Brava de outrora, se eu estiver errado, me corrija por favor, e ao acessar pela 1ª vez o seu blog, logo identifiquei em você um verdadeiro representante do nosso sertão baiano, e com a qualidade extra de ser um cordelista de 1ª linhagem, sempre que posso , eu vejo suas poesias, admiro muito a sua capacidade poética, só mesmo você com suas poesias, e o Professor Celito Regmendes de Uibaí,com as fotos dele, para nos proporcionar tantas informações do nosso querido sertão baiano,e fazer com que nunca esqueçamos de nossas raizes, é emocionante, parabéns Léo, o povo de PD deve ter muito orgulho de você; Grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. Olá meu caro Ruy, você está extremamente correto em relação à antiga nomenclatura de P. Dutra, e assim como a minha cidade eu também tenho minhas raízes em Uibaí, já que meu bisavô Chico Mestre e meu Avô Zezé eram de lá. Assim como você, eu também estou morando fora da região (não a tanto tempo)e também faço uso das fotos do Grande professor Celito Regmendes para matar a saudade da nossa região.
    Aproveito aqui para agradecer pelas belas palavras e dizer que é uma honra tê-lo como leitor. Fica aqui um grande abraço.

    ResponderExcluir
  11. Como diz Ruy, cordelista 1ª linhagem... Abraço!

    ResponderExcluir